barradaolotadoleaoecvlo  Eu Tive Um Sonho

Por: Jorge Sampaio

 

Eu tive um sonho, sonhei com o Barradão lotado. Do lado de fora milhares e milhares de pessoas andavam pra lá e pra cá tal qual Ladeira de São Bento, Praça Castro Alves em dia forte de carnaval. Ambulantes por toda a parte, bandeiras e camisas tremulavam ao vento, outras suavam no peito da multidão.

Um trio elétrico!? Será que é um trio elétrico? Sim. Era um trio elétrico.

Do lado de dentro mais de 40.000 pessoas, todas com bandeirinhas na mão, sorriam, choravam, se abraçavam, bebiam, gritavam, brindavam, cada uma procurando um melhor lugar para ficar. Morros apinhados, passarelas repletas, cada centímetro de arquibancada ocupado. Tinha ministro, deputado, vereador. Baiana do acarajé, gari, soldador. Naquele sonho todo mundo era doutor.

De repente, todos olham para cima; um helicóptero preto se aproxima (outro vermelho já tinha pousado no CT). Até nas cores dos helicópteros, o sonho era perfeito. E aí, como se fosse ensaiado, começa um canto.

– PRIMEIRAAAAAAAAA! PRIMEIRAAAAAAAAA! EU SOU DA PRIMEIRA.

O helicóptero pousa e Ivete desce. Ela corre, pula, beija o escudo, se ajoelha. Que sonho louco. Outro helicóptero pousa e desce Daniela, também, toda em vermelho e preto. Ela vai pra grua e lá de cima, com sua voz linda comanda.

– EU JÁ SUBI NEGÔOOOOOOOOOO… ÔOOO… EU JÁ SUBI NEGÔOOOOOOOOOO.
 
A essa altura a confusão era total. Repórteres, cinegrafistas, fotógrafos, microfones, câmeras fios; e as duas dançando no gramado.
 
Os dois helicópteros pretos decolaram levando o nosso coração com as duas maiores cantoras do Brasil.
 
Nesse momento do sonho, em meio a tanta loucura, eu me lembrei de Irmã Esperança. Irmã Esperança era uma freira velhinha, torcedora do Vitória, que não perdia um jogo e sentava sozinha na arquibancada da velha Fonte Nova. Eu acho que Irmã Esperança não conheceu o Barradão, foi pro céu. E lá do céu, no dia desse sonho, um pontinho lá em baixo chamou a atenção de Irmã Esperança. O pontinho era barulhento e insistia em não ficar quieto. E Irmã esperança, que é mais forte que qualquer um da IMBATÍVEIS, olhou bem e chorou e de seus lábios saiu uma linda palavra…
 

VITÓRIA!

071117vitoria_f_001071117vitoria_f_002071117vitoria_f_003071117vitoria_f_004

071117vitoria_f_005071117vitoria_f_006071117vitoria_f_007071117vitoria_f_008071117vitoria_f_009

071117vitoria_f_010071117vitoria_f_011071117vitoria_f_012071117vitoria_f_013

071117vitoria_f_0141a div4aereobt85aereosp5

ATgAAACS8icHeRI9b7MorQwa1zD4drFc1SGxs2hMbef7WkBrLFvaOn4imUYOcC9d9uBfBrRecvb0BgwyYnx2ltMPz0YvAJtU9VDtLzpEl4BfGCblIM3eitfgXjrPEgvit55ecvitoria

BarradaoBarradãoIvetevamo subir negô

 

anma8651bd8607be74d